NÃO DEIXEMOS O OÁSIS BRASIL INCENDIAR


Por Rubens Teixeira 

 

Quando um país depende da credibilidade de poucos, não de suas instituições estabelecidas, para dizer quem está certo e quem está errado, é sinal de que ele está em uma ditadura de fato. Quando não se está em uma ditadura estabelecida formalmente, ainda sobrevive uma democracia que pode permitir uma insurgência do povo. Ou seja, neste caso, corre-se sério risco de uma convulsão social.

Infelizmente, mais do que nunca, estou convencido de que algumas instituições importantes do nosso país, que deveriam opor-se duramente ao crime, tornaram-se milícias do mal. Combatem adversários políticos de criminosos que estão por trás delas e são cegas em relação aos crimes de seus chefes virtuais, gângsters da República.

A hora que a sociedade se der conta disso, veremos o caos à nossa porta. Infelizmente, boa parte da população só perceberá o incêndio na floresta quando ele estiver na porta da sua casa. Tomara que não cheguemos a este estágio terminal.

Qual a solução? A sociedade tornar-se mais consciente do seu papel de protagonista, cumprindo seus deveres com o país, impondo-se na cobrança dos seus direitos e não se curvando aos desmandos nas instituições pátrias.

Colocam a culpa só nos políticos. Sabemos que muitos perderam a vergonha há tempo. Realmente, eles têm boa parcela de culpa, mas só apenas dos erros deles. Lembrando: seus mandatos são temporários, não vitalícios como os votos dos cidadãos.

Mas quais instituições republicanas funcionam com isenção, transparência e justiça inatacáveis? Boa parcela do povo brasileiro fala em intervenção militar, mostrando que não acreditam nas demais instituições e contam com aquelas que usam as armas mais poderosas para impor um modelo de país que seja melhor para todos. Será mesmo que só são críveis as Forças Armadas? As que usam armas de guerra? Precisamos olhar com cautela este cenário.

A credibilidade das instituições republicanas (pelo menos que deveriam ser) do nosso país é um dos piores problemas. Temos que resolvê-lo o quanto antes. Está em nossas mãos as escolhas dos nossos governantes e legisladores. Os que nos representam podem implantar as mudanças que precisamos, sob uma permanente e firme fiscalização e cobrança por parte da sociedade.

Vamos escolher certo, pois esta responsabilidade está em nossas mãos. As consequências de uma escolha errada podem comprometer o futuro do país e das futuras gerações.

Um incêndio em um oásis queima da mesma forma que um incêndio em um lugar inóspito. NÃO DEIXEMOS O BRASIL PEGAR FOGO.

Acredito muito no nosso país. Torná-lo um lugar melhor só depende de nós mesmos. Vamos transformar este local, com vocação para paraíso, em um oásis. Nós podemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *